Contatos

Acesso Rápido

O que você precisa?

Telefones Úteis

Redes Sociais

BLOG Twitter
Home Noticias Lista de notícias Embrapa promove Dia de Campo em Barbalha
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
 
Embrapa promove Dia de Campo em Barbalha
Seg, 13 de Novembro de 2017 00:00

A Embrapa promoveu, na manhã desta quinta-feira (9), na Estação Experimental Embrapa Algodão, Dia de Campo sobre Tecnologias Sustentáveis para o Semiárido 2017. O evento contou com a participação de integrantes da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA),  Ematerce, Instituto Agropólos do Ceará e Faec

  

Técnicos, produtores, estudantes e professores participaram e discutiram, nesta quinta-feira (9), na Estação Experimental da Embrapa, no município de Barbalha, técnicas e Tecnologias Sustentáveis pra o Semiárido 2017 como parte integrante da programação do Dia de Campo.

 

alt

 

Secretários de agricultura, profissionais do segmento agrícola e estudantes técnicos de agropecuária conheceram de perto os sistemas de produção das culturas de gergelim, amendoim, algodão branco e colorido e mamona, manejo integrado de praga, sistema de integração lavoura-pecuária-floresta, aptidão agroindustrial do gergelim e amendoim e máquinas e implementos agrícolas. O evento foi prestigiado por cerca de 250 pessoas.

 

Um dos setores mais produtivos no Ceará, a cultura do algodão foi um dos focos do Dia de Campo, destacando-se os experimentos já desenvolvidos pela Embrapa naquela região do Cariri. Para o chefe geral da Embrapa Algodão Sebastião Barbosa, as experiências que vêm sendo desenvolvidas na estação têm como objetivo dá mais produtividade e sustentabilidade ao cultivo de algodão, alcançar plantios mais tolerantes ao clima do semiárido, mais precoces e com mais qualidade de flores para o setor agroindustrial.

 

alt

 

“O Ceará é o terceiro polo da indústria têxtil do Brasil e ainda importamos matéria-prima de Goiás e Bahia. Com o esforço dos nossos parceiros, já estamos verificando e selecionando os tipos de planta mais resistente a esta região mais seca, comparando as suas diferenças e desenvolvendo o próprio sistema para ganhamos mercado interno e interno e externo”, explicou Sebastião.

 

Durante a visitação às estações, os participantes puderam conhecer as pesquisas, variações genéticas e os tipos de sementes que estão sendo desenvolvidas para o bom crescimento na região do semiárido, principalmente o algodão, que teve seu auge produtivo nas décadas de 60 e 70 do século XX, quando foi atingido pela praga do bicudo por volta do início dos anos 80.

 

Conhecimento e inovação

 

Professor de Agronomia da UFCA (Universidade Federal do Cariri), no município do Crato, Felipe Camara orientou uma das estações, a de Produção de Amendoim em Função do Sistema de Cultivo, apresentando as diferenças entre o sistema de cultivo-produtivo para sequeiro e irrigado, destacando os nutrientes que podem ser utilizados como o calcário e a partir do tipo e profundidade do solo. “Aqui nós demonstramos com esta escavação as variações nutricionais que o solo pode apresentar e de que forma o produtor pode tirar melhor proveito disto”, explicou o professor.

 

alt

 

Vencer os obstáculos da produção em meio aos problemas de estiagem e aperfeiçoar o processo de qualidade do que se produz. Com esta meta, os estudantes de de agronomia de escolas técnicas têm participado cada vez mais das experiências do Dia de Campo promovidas pelas entidades de assistência técnica rural como a Ematerce e de pesquisa agropecuária como a Embrapa.

 

Maria Isabel Sousa Barbosa, 16 anos, estudante de Agronomia da Escola Técnica Agropecuária de Jardim já sabe bem o que deseja com a conclusão do curso. “É interessante conhecer o tipo de algodão modificado geneticamente, mais resistente a região do semiárido e capaz de resistir à pragas. Quero trabalhar aperfeiçoando e conhecendo essas possibilidades e poder partilhar desse conhecimento para melhorar a produção do produtor rural”, disse empolgada Maria Isabel.

 

alt

 

Assistência e extensão rural

 

Para o diretor técnico da Ematerce Itamar Lemos, encontros como o Dia de Campo são muito importantes para alinhar conhecimentos, lançar desafios, quebrar tabus. “Os jovens de hoje não se acomodam mais com os mesmos modelos de trabalho no campo como a enxada. Eles estão buscando tecnologias que incremente o processo produtivo. Por isso, é imprescindível esse intercâmbio com profissionais, produtores, pesquisadores, técnicos, que têm contato com essa realidade do campo e seus desafios”, esclareceu Itamar Lemos.

 

 

Assessoria de Comunicação Ematerce

Aécio Santiago - Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

Antonio José de Oliveira - Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

Edilmo Gurgel - Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

(85) 3217.7872

Última atualização ( Seg, 13 de Novembro de 2017 09:28 )
 

Serviços

Agenda - Novembro 2017

Do Se Te Qu Qu Se Sa
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará - Av. Bezerra de Menezes, 1900. - São Gerardo - Fortaleza/CE

Ver no mapa Fone: (85) 3101.2416 - Fax: (85) 3101.2429

Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados © 2010