Contatos

Acesso Rápido

O que você precisa?

Telefones Úteis

Redes Sociais

BLOG Twitter
Home Noticias Lista de notícias Ematerce faz balanço de realizações em 2017
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
 
Ematerce faz balanço de realizações em 2017
Qui, 18 de Janeiro de 2018 00:00

alt

Técnico da Ematerce de Viçosa do Ceará,Antônio Francisco, orientando agricultor

 

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), com o apoio do Governo do Estado, por intermédio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA), no decorrer de 2017, no sexto ano consecutivo de seca, executou uma série de ações extensionistas no campo. Orientou e assistiu agricultores, com ênfase nos denominados agricultores familiares, o que lhes proporcionou melhorias em suas condições de vida e de suas famílias. Como órgão estadual público, assistiu um público-alvo, composto por 141 mil agricultores (orientados) e 48.400 (assistidos), sem repetição, com o objetivo de produzir alimentos de qualidade, porém com a preservação do meio ambiente, contribuindo para o aumento da produção e da produtividade das lavouras, da pecuária e da renda líquida dos agropecuaristas.

A Ematerce está presente, nos 184 municípios do Ceará, mediante a atuação de 18 escritórios regionais, 71 locais e 98 postos avançados, 3 centros de treinamento: o Cetrex em (Capuan- Caucaia); a Fazenda Normal, em (Uruquê - Quixeramobim), e o Centrema em (Milagres). Em Fortaleza, funciona o Centro Gerencial (Escritório Estadual), onde ficam a Diretoria Executiva, as Gerências de Programas e Projetos e de Apoio Técnico, com suas Assessorias, as Unidades de Apoio Administrativo e a Comunicação e Ouvidoria.

 

 

alt

Técnicos da Ematerce, regional de Limoeiro do Norte, atendendo agricultor no campo.

 

Importante destacar que o foco das ações extensionistas é na Agricultura Familiar, com a implementação das Políticas Públicas Federal e Estadual e Municipal . A empresa executa, ainda, programas e projetos agropecuários, a exemplo da Cajucultura, Bovinocultura de Leite, Ovinocaprinocultura, Hora de Plantar, o Plantio de Culturas de Sequeiro e Irrigadas, Palma Forrageira, Hortifruticultura, Apicultura, Criação de Aves, Crédito Rural Orientado , Projeto Mandala, Convivência com o Semiárido, Vacinação contra Febre Aftosa, Cotonicultura, Mandiocultura, Milho Híbrido, Mecanização Agrícola, Pequena Irrigação, Exposições e Feiras Agropecuárias, Agroindústria, Agente Rural, e outros de cunho produtivo e social, visando proporcionar melhores condições de vida aos agricultores, para fixá-los em seus empreendimentos agropecuários .

 

CAJUCULTURA

 

O caju é um dos produtos agrícolas mais representativo, na economia do Estado, sendo de responsabilidade da Secretaria do Desenvolvimento Agrário – SDA - e da Ematerce, a implantação de novos pomares e a melhoria dos existentes nas pequenas propriedades rurais. Em 2017, foram orientadas 2.668 famílias, numa área de 5.985 hectares, produzindo 1.335 toneladas de castanha e 8.711 toneladas de pedúnculo de caju comum. No mesmo ano, 1.585 agricultores familiares foram assistidos, na produção de caju-anão precoce, numa área de 3.875 hectares, produzindo 1.626 toneladas de castanha (produtividade de 553 quilos/hectare) e 12.639 toneladas de pedúnculos.

 

alt

 Mudas de cajueiro sendo embarcadas para distribuição com pequenos produtores assistidos pela Ematerce

 

Pelo programa do Governo do Estado “Hora de Plantar”, foram distribuídas 350.000 mudas de cajueiro-anão precoce a 686 produtores e implantadas em 1.716 hectares de novas áreas. Com orientação dos técnicos da Ematerce, 180 produtores implantaram 691 hectares de cajueiros, usando a tecnologia de substituição de copas.

 

PROGRAMA HORA DE PLANTAR

 

A distribuição de sementes e mudas selecionadas e fiscalizadas, com excelente índice de germinação, através do Programa Hora de Plantar, instituído pelo Governo do Estado e executado pela SDA e Ematerce, tem contribuído, com incrementos significativos, da produtividade agrícola e do aumento de renda e garantia de segurança alimentar de milhares de cearenses.

 

alt

Governador Camilo Santana,Secretário Dedé Texeira lançam Hora de Plantar, em Brejo Santo-CE

 

Em 2017, a SDA e a Ematerce foram distribuídas 3.217 toneladas de sementes de milho variedade, milho híbrido, feijão caupi, sorgo forrageiro e mamona, além de mudas de cajueiro anão precoce, raquete de palma forrageira e maniva de mandioca, beneficiando 150.639 agricultores de base familiar. O projeto contou com recursos financeiros de R$ 18 milhões, oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza – Fecop - e R$ 156 mil, do Instituto de Colonização e Reforma Agrária – Incra.

 

GARANTIA SAFRA

 

O Programa Garantia Safra, instituído pelo Governo Federal, tem por objetivo garantir as condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares de municípios, sujeitos a perdas de safra, por razões de fenômenos de estiagens ou excessos hídricos. No Ceará, o programa é coordenado pela SDA e executado pela Ematerce, que realiza as vistorias técnicas e informa-as aos órgãos competentes, para ressarcimento dos valores, instituídos pelo programa. Os municípios entram como parceiros.

 

Na safra de 2016/2017, no Estado do Ceará, 180 municípios aderiram ao programa com 231.225 agricultores. No período, a SDA e a Ematerce emitiram 32 laudos, confirmando perda de safra, acima de 50% do plantio, em igual número de municípios, beneficiando 44.181 agricultores.

 

PRONAF

 

O crédito rural do Pronaf tem alocado recursos, para financiamento, em suas diversas linhas e modalidade de crédito, visando fortalecer a estrutura produtiva das pequenas unidades agrícolas familiares, possibilitando o aporte de tecnologias apropriadas aos agricultores e a suas organizações, tendo como resultado a implementação de sistemas de produção, de forma sustentável, o incremento da renda e a cidadania das famílias rurais. Para que haja, efetivamente, alcance pleno, no uso do crédito, a Ematerce qualifica os agricultores, em relação ao uso do crédito, possibilitando, assim, a melhoria dos sistemas de produção utilizados, ampliando a renda e permitindo a promoção social dos beneficiados.

 

alt

Casa de Farinha em plena produção, financiada pelo Pronaf, projeto elaborado pela Ematerce

 

Em 2017, a Ematerce elaborou 1.197 Pronafs, nas diversas modalidades, beneficiando 1.173 produtores rurais, no valor de R$ 19,5 milhões, sendo que foram contratados pelos agentes financeiros, Banco do Brasil e Banco do Nordeste do Brasil, 1.135 Pronaf A, A/C, B, Agroindústria Investimento, Agroindústria Comercialização, Custeio Comum, Investimento Mais Alimento e Semiárido, alcançando 1.317 agricultores no montante financiado de R$ 16,3 milhões.

 

IRRIGAÇÃO

 

O Programa de Irrigação na Agricultura Familiar - _PIAF - simboliza o compromisso da Ematere com aqueles que mais precisam e que mais trabalham, para produzir alimentos para a população cearense, ou seja, o agricultor de base familiar. O agricultor familiar ocupa, hoje, papel decisivo, na cadeia produtiva, que abastece o mercado cearense. Com assistência técnica e melhores condições de crédito aos agricultores familiares, essenciais para ampliação de mercados institucionais de aquisição de alimentos, para merenda escolar, por exemplo, a Agricultura Familiar irrigada cearense segue, estruturando-se e, com investimentos crescentes, voltados à ampliação do mercado.

 

alt

Plantações irrigadas de milho e sorgo forrageiro, implantadas pela Ematerce,através do PIAF.

 

Em 2017, foi a prestação de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) continuada da Ematerce, a 3.935 agricultores familiares, em 2.678,76 hectares irrigados, que produtos saudáveis, com qualidade nutritiva e fitossanitária, chegaram à mesa de grande parte dos cearenses. Produtos da fruticultura irrigada, como: acerola, banana, goiaba, coco verde, mamão, manga, maracujá, uva, limão, laranja, tangerina e outros, bem como, da olericultura, beterraba, folhosas, pimentão, abóbora, abobrinha, batata-doce, berinjela, cenoura, chuchu, couve-flor, maxixe, melancia, pepino, repolho, tomate, arroz, feijão e milho são acompanhados sistematicamente para que as intercorrências sejam mitigadas.

 

PROGRAMA DE REVITALIZAÇÃO DO ALGODÃO

 

O Governo do Estado, através da SDA, Ematerce e outros órgãos, como a Embrapa, Faec, Fiec , em 2017, elaborou o Programa de Revitalização do Cultura do Algodão, objetivando incentivar os grandes, médios e pequenos agricultores, que têm propriedades rurais, em regiões, potencialmente, produtoras de algodão, a voltar a produzi-lo, usando novas técnicas e cultivares, que venham aumentar a produção e a produtividade da cultura e que venha desempenhar, como antigamente, seu relevante papel na economia do Ceará.

 

alt

Assessor de algodão da Ematerce, Valdir Silva, visitando campo de algodão

 

É pretensão dos órgãos envolvidos, em 2018, executarem a implantação de 2.000 hectares de algodão, em 600 propriedades rurais, mediante o uso de sementes, desenvolvidas pela Embrapa, o que incentivará os produtores rurais a obter produtividade, que venha compensar os gastos de produção e a consequente obtenção de lucro.

 

COOPERATIVISMO

 

A Ematerce e a Organização das Cooperativas do Brasil no Ceará – OCB - firmaram parceria, objetivando a prestação de assistência técnica e extensão rural - Ater - aos cooperados de 14 cooperativas agrícolas do interior do Estado. No ano de 2017, nas 14 cooperativas, com mais de 2.000 associados, foram ministrados cursos de práticas agrícolas, técnica de gerenciamento e organização do quadro social das entidades, além de gestão de cooperativas, destinada aos gestores das mesmas.

No ano passado, a Ematerce desempenhou um papel importante, na programação de comercialização dos produtos agrícolas, da Agricultura familiar, realizada pelos componentes das cooperativas. Trata-se da inserção dessas cooperativas no Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE - e no Programa de Aquisição de Alimentos – PAA.

 

PROJETO SÃO JOSÉ III

 

O Projeto São José III é uma iniciativa do Governo do Estado do Ceará, com recursos financeiros do Banco Mundial (U$ 100 milhões) e a contrapartida do Governo do Estado (U$ 50 milhões), no montante de U$ 150 milhões a ser aplicado em projetos produtivos, abastecimento de água, em comunidades rurais, e capacitação de técnicos e agricultores familiares.

 

alt

Casa de Mel financiada pelo Projeto São José e implantada com orientação da Ematerce

 

À Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural – Ematerce - compete fazer visitas aos projetos em execução e atestar a execução do objetivo, emitir termos de fiscalização, a cada 90 dias, comunicar aos gestores do Projeto São José, através de laudos, quaisquer irregularidades, que, por acaso, esteja a ocorrer na execução do projeto, ou emitir termo de aceitação definitiva dos trabalhos realizados.

 

DECLARAÇÃO DE APTIDÃO AO PRONAF - DAP

 

A Ematerce, em 2017, expediu 618.668 ( 7 6,7%) DAPs, das 806.607 ativas e inativas, concedidas pelo Incra, Sindicatos Rurais, SDA e Idace. Atualmente, o Ceará conta 422.317 DAPs ativas, sendo que 321.383 (76,1%) foram emitidas pela Ematerce. A DAP é o documento que identifica se o agricultor pertence ou não à categoria de agricultor familiar, tendo direito a recebê-lo todo agricultor ou agricultora familiar e empreendimentos familiares rurais, como: associações, cooperativas e agroindústrias.

 

Ter a DAP ativa é também condição, para que o agricultor familiar acesse as 14 Políticas Públicas do Governo do Estado do Ceará: Hora de Plantar (sementes e mudas); Substituição de Copas em Cajueiros Improdutivos; Modernização da Mandiocultura; Projeto Agroecológico de Integração da Agricultura Sustentável; Quintais Produtivos; Mandalas; Projeto de Irrigação da Agricultura Familiar(PIAF); Projeto de Apicultura da Agricultura Familiar; Projeto de Ovinocaprinocultura; Projeto de Bovinocultura de Leite; Projeto de Irrigação em Minha Propriedade(PIMP); Autodeclaração Ambiental; Expedição da 1ª (primeira) Carteira de Habilitação nacional – CNH, e sua renovação, com base na Lei Nº 15.838/2015, Art.8º, inciso IX; Isenção do P agamento da E missão da Guia de Trânsito Animal – GTA - com base na Lei Nº 15.838/2015, Art. 20º, inciso IV, por ocasião da movimentação, trânsito ou deslocamento de animais, no território do Estado do Ceará, de propriedade de agricultor familiar, limitado a, no máximo, 2 (dois) bovinos e 5 (cinco) caprinos, ovinos ou suínos.

 

PROJETO DOM HÉLDER CÂMARA

 

O Projeto Dom Helder Câmara é um Programa da Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD), como recursos financeiros, provenientes do Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrário -FIDA - os recursos são repassados aos executores do Programa pela Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural- Anater - e tem por objetivo assegurar oportunidades de integração econômica e sociais, para os agricultores familiares e beneficiários de crédito fundiário, por meio da Assistência Técnica e Extensão Rural – Ater - para o apoio à capacitação tecnológica e gerencial, em bases sustentáveis, incentivos e fomento para a instalação de unidades produtivas, na busca de resultados, contribuindo, assim, para o resgate da cidadania e a melhoria das condições de vida dos beneficiários.

 

alt

Solenidade de lançamento do Programa D.Helder Câmara,na Assembleia Legislativa do Ceará.

 

No Ceará, a Ematerce é responsável pela prestação de serviço de Ater a 5.344 beneficiados, pelo Programa Dom Hélder Câmara, com uma equipe técnica, composta por 105 técnicos, atuando em 105 municípios do Estado, através de convênio, celebrado entre a Ematerce e a Anater e gestores do projeto no Estado. Compete à Ematerce, mobilizar os participantes, para eventos do programa, realizar cadastro dos agricultores, construir plano de trabalho com as famílias, identificar unidades de referência, atividades de Ater individuais, dentre outras ações.

 

FOMENTO MULHER

 

Em 2017, a Ematerce assinou com o INCRA um Termo de Cooperação Técnica, contemplando as mulheres que residem em assentamentos federais, no Estado do Ceará, com assistência técnica e a elaboração do projeto de fomento, no valor máximo individual, de R$ 3.000,00. O Programa Fomento Mulher de investimento/custeio prioriza as atividades produtivas das mulheres assentadas.

 

alt

Ematerce elaborou 1918 projetos para compras de pequenos animais para o projeto Fomento Mulher.

 

No Ceará, o Programa Fomento Mulher atuará em 28 municípios, espalhados por todas as regiões; em 67 assentamentos federais, administrados pelo Incra, e, hoje, contempla 1.918 famílias. Idêntico número de projetos encontra distribuído da seguinte forma: 970 projetos de ovinos, 206 de caprinos, 480 de aves caipiras, 159 de suínos, 18 de hortaliças, 61 de bovinos, 8 de artesanato, 10 de apicultura, 5 de panificadora 5 e 1 de corte e costura.

 

O Programa Fomento Mulher objetiva, especificamente, elevar as condições de melhoria da alimentação e nutrição das famílias, aumentar a renda familiar, elevar a taxa de ocupação das famílias, pelo estímulo à participação da mulher, agregar novos conhecimentos tecnológicos, promover a justiça social e incluir a mulher na cadeia produtiva.

 

Assessoria de Comunicação da Ematerce

 

Jornalista Edilmo Gurgel – Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

Jornalista Aécio Santiago - Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

Jornalista Antônio José – Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

Telefone- (85) 3217 7872

 

Última atualização ( Qui, 18 de Janeiro de 2018 09:27 )
 

Serviços

Agenda - Fevereiro 2018

Do Se Te Qu Qu Se Sa
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 1 2 3

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará - Av. Bezerra de Menezes, 1900. - São Gerardo - Fortaleza/CE

Ver no mapa Fone: (85) 3101.2416 - Fax: (85) 3101.2429

Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados © 2010