Ematerce
9set/110

Banco do Brasil e Ematerce firmam convênio

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) assinou, nesta terça-feira, 6/09, no gabinete do secretário Nelson Martins, da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), um Protocolo de Intenções com o Banco do Brasil, cuja finalidade é financiar projetos de custeio aos agricultores familiares, por intermédio do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), referente à safra de 2011-2012, preferencialmente com uso dos aplicativos CMR (Cadastro Massificado Rural) e CFC (Canal Facilitador do Crédito. A Ematerce deverá conduzir a contratação de R$ 30 milhões (trinta milhões) em operações até 31 de dezembro de 2011.

Com a assinatura desse protocolo, a Ematerce compromete-se a prestar assistência técnica aos agricultores atendidos, mediante a emissão de três laudos por produtor/operação. De acordo com o documento, esses laudos devem conter, no mínimo, informações sobre o estágio da execução das obras e serviços, recomendações técnicas, prestadas ao produtor rural, previsão da produção e eventuais irregularidades, verificadas por ocasião da visita.

Acrescente-se serem admitidas também a assistência técnica grupal em crédito rural, contratado com pequenos produtores, e a emissão dos referidos laudos de forma grupal, desde que os agricultores apresentem características comuns, em termos de tamanho médio das explorações, culturas ou criações, nível de tecnologia, renda e perda da produção e sejam em número máximo de 20, atendidas em uma mesma dependência do banco.

Na oportunidade, o secretário do Desenvolvimento Agrário (SDA), Nelson Martins, disse sentir-se honrado com a parceria do Banco do Brasil, no Estado do Ceará, na pessoa do superintendente Luís Carlos Moscardi, pois possibilita aos agricultores familiares disporem de recursos financeiros, para executarem os projetos de custeio agrícola, significando mais produção nas fazendas dos agricultores contemplados com esse benefício.

O presidente da Ematerce, José Maria Pimenta, acompanhado dos diretores técnico e administrativo-financeiro, respectivamente Walmir Magalhães e Maximiliano Pedrosa, declarou ser uma honra e mais um desafio para a Ematerce contar com o apoio e ajuda financeira do Banco do Brasil, que passa,agora, a financiar projetos de custeio agrícola, bem diferente da situação anterior, quando financiava somente projetos de investimento. Comentou, ainda, a responsabilidade de a Ematerce trabalhar com um agente financeiro, do porte do Banco do Brasil, parceiro, há anos, do Serviço de Extensão Rural do Ceará.

O diretor técnico da Ematerce, Walmir Severo Magalhães, fez algumas considerações a respeito da atuação da empresa, em todo o território cearense, que vem buscando o aperfeiçoamento da assistência agropecuária e gerencial aos agricultores(as) familiares, orientando-os(as), desde a escolha do solo até a comercialização dos produtos agropecuários. Disse mais que a Ematerce está capacitando seus técnicos e os agricultores atendidos, para que haja melhor desempenho e rentabilidade nas atividades agrícolas, exploradas de maneira racional.

Com a palavra, o superintendente Estadual do Banco do Brasil, Luis Carlos Moscardi, acompanhado do gerente do Agronegócio, Paulo Sucupira, teceu elogios à atuação da Ematerce, destacando que, uma vez conhecedora das atividades agropecuárias, é a empresa ideal, para que o BB mantenha parcerias e ambos trabalhem em prol do desenvolvimento rural sustentável, ajudando-se, assim, a incrementar o setor primário da economia cearense. “Na nossa gestão, vamos inovar as ações, executadas, no campo, financiando e acompanhando os projetos agrícolas, contratados e elaborados pela Ematerce, empresa governamental que sabe trabalhar com o homem do campo”, enfatizou.

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Leave a comment

(required)

Sem trackbacks